segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Contar histórias para crianças

“Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas e estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te. Também as atarás por sinal na tua mão, e te serão por frontais entre os teus olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas.” Dt 6.4-9
 

O Senhor nos convoca a ensinar diligentemente os nossos filhos sobre a fé em Deus. Falar a todo estante: assentado em casa, andando pelo caminho, deitando-te e levantando-te.
Naquela época eles não tinham em mãos os recursos que nós temos hoje. As magníficas histórias e os ensinamentos de Deus eram passadas de pai para filho de forma oral. Esta foi a forma que Deus ordenou que fosse feita. Deus nos deu a habilidade de contar histórias como um recurso maravilhoso e empolgante.
Contar histórias é uma ótima ferramenta para ensinar, educar, estimular e principalmente transmitir os ensinamentos da Palavra de Deus. Utilizar histórias de fundo moral, social ou espiritual ajuda na construção da vida da criança. Estimula a imaginação, cria conceitos, forma hábitos e desenvolve a espiritualidade.

"Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo..." (Fanny Abramovich)

Quem não se lembra daquelas histórias que foram contadas por nossos avós, pais, professores que ficaram marcadas em nossa infância? Hoje em dia a TV e os jogos eletrônicos tomaram o lugar dos livros, das reuniões em família e infelizmente do Culto Doméstico. As famílias precisam resgatar aquele momento especial do dia ou da semana para “contar histórias”, lerem juntos e também relembrarem fatos engraçados da família. O tão “esquecido” Culto Doméstico precisa fazer parte novamente de nossa agenda familiar.
Pais e professores de Escola Dominical devem se preocupar com a Igreja do amanhã. Para formação de uma igreja sadia, a conscientização dos valores espirituais deve ser escrita no coração das crianças desde cedo. Quando elas estiverem na adolescência e juventude, levarão a semente que, com certeza, germinará para a glória de Deus.

Utilizando sucata

Não é difícil encontrar nas igrejas professores de crianças reclamando por não terem o devido apoio dos líderes da sua igreja. Falta material humano, falta espaço, o mobiliário é inadequado, as salas são impróprias e principalmente falta material didático.
Se olharmos ao nosso redor, encontraremos diversos recursos que estão ao alcance de todos e infelizmente não são aproveitados.  Vivemos em uma época conhecida como a “era do descartável”. Isso porque a grande maioria dos produtos é industrializada e vêm em caixas, garrafas, sacolas e outros tipos de embalagens que são imediatamente descartadas após o uso. Todo esse material que é jogado fora é chamado de sucata.
A média mundial da quantidade de lixo produzida semanalmente por cada ser humano é de aproximadamente 5 Kg. O Brasil chega a produzir 240 mil toneladas de lixo por dia. Cerca de 88% do lixo doméstico brasileiro vai para o aterro sanitário. Apenas 2% do lixo de todo o Brasil é reciclado! Imagine agora: quanto material você tem jogado fora que poderia ser usado na sua sala de aula?
A sucata pode servir de matéria-prima para vários brinquedos e materiais didáticos que podem auxiliar a aula e divertir suas crianças. É uma ótima oportunidade também para ensinar seus alunos sobre a importância da preservação da natureza e da reutilização do lixo.
A participação da criança na hora de construir o brinquedo faz com que ela valorize mais o resultado final. É melhor do que simplesmente o professor levar o brinquedo pronto para a sala de aula. Isso ajuda as crianças a desenvolverem a criatividade, aguça a imaginação e melhora o senso estético. Hoje em dia muitas crianças não dão valor aos seus brinquedos. Essa atividade ajuda a resgatar a importância do próprio brinquedo e do senso de valor.

Se você sente no coração um chamado para aperfeiçoar seu ministério na área de educação e evangelização infantil, ore a Deus. Com certeza Ele usará a sua vida no ministério que Ele tem preparado para sua você e suas crianças. Existem muitos pequeninos caminhando em direção ao inferno, sem Deus e sem salvação. Precisamos agir rápido, pois “é melhor construir uma criança do remendar um homem”.

Bibliografia:
Bíblia de Recursos para o Ministério com Crianças – São Paulo: APEC e HAGNOS
COSTA, Débora Ferreira da. Evangelização e Discipulado Infantil. Rio de Janeiro: CPAD
COSTA, Maria de Fátima Alves da. Fantoches - Alegria da garotada - Vol. 1 e 2. Rio de Janeiro: CPAD
CRUZ, Elaine. Amor e Disciplina para Criar Filhos Felizes. Rio de Janeiro: CPAD
FIGUEIREDO, Helena. A Importância do Evangelismo Infanto-Juvenil - Rio de Janeiro: CPAD
OLIVEIRA, Mirly de. Maravilhoso Mundo dos Fantoches – Belo Horizonte: Editora Betânia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails